PUBLICIDADE

Segundona terá turno e returno com os dois melhores garantindo vagas à Série A

Entre os clubes que sinalizaram intenção de participar, apenas Campo Grande e União ABC, ambos da Capital, não confirmaram lugar na competição e ficam de fora

| DOURADOS NEWS


Foto: Adriano Moretto/Dourados News/Arquivo

A Série B do Campeonato Sul-Mato-Grossense foi definida com seis clubes na disputa e duas vagas na primeira divisão em 2025 reservada aos finalistas. Nesta segunda-feira (8), dirigentes e representantes da Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS) se reuniram para o Conselho Arbitral para discutir detalhes da competição que começa em setembro.

A reunião foi comandada pelo presidente em exercício da Federação, Estevão Petrallás, e o vice e coordenador de competições, Marco Tavares. Marcaram presença os presidentes Carlos Talão (Naviraiense), Iliê Vital (Águia Negra), Cláudio Barbosa (Comercial), Beto Gusmão (Misto), Giovanni Jolando (Operário Caarapoense) e o representante do Sete de Setembro, já que o presidente Tony Montalvão não pôde estar presente por estar viajando.

Entre os clubes que sinalizaram intenção de participar, apenas Campo Grande e União ABC, ambos da Capital, não confirmaram lugar na competição e ficam de fora. Assim, a Segundona MS será disputada por Comercial, Águia Negra, Sete de Setembro, Operário Caarapoense, Misto de Três Lagoas e Naviraiense. 

Com seis participantes, os clubes optaram por grupo único em que todos se enfrentam na primeira fase, em turno e returno. Após essas dez rodadas, os dois primeiros disputam o título e garantem o acesso à Série A no ano que vem. 

Segundo o presidente do Águia Negra, Iliê Vidal, a competição mostra equilíbrio, com seis times em condições de subir, mas com apenas duas vagas à disposição. “Nós sabemos da dificuldade que vamos ter neste ano na Série B. Há muitos anos não via uma segunda divisão tão complicada, basta olhar o histórico dos times que vão disputar, quatro de seis já foram campeões na Série A. Nós esperamos conseguir o acesso, apesar de tudo isso”, afirmou o dirigente do clube de Rio Brilhante, com quatro títulos estaduais.

No encontro, o presidente Estevão Petrallás anunciou a revisão do valor de inscrição de atletas, com valor menor ao praticado até então. “Eu conheço bem essa realidade dos clubes e nada melhor do que estudar a possibilidade de redução. Isso aconteceu e foi apresentado para os clubes uma reedição significativa, principalmente em valores de contrato e de anuidade. Acredito que isso vem demonstrar o que é que nós pensamos em termos de linha de gestão em favor dos clubes”, disse.

Após a definição do formato de disputa e regulamento, o Departamento de Competições trabalha no ajuste da tabela básica da competição, que deve começar entre os dias 7 e 8 de setembro e previsão de conclusão em meados de novembro.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE