PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
13/09/2018 16h02

MS tem dois municípios entre os 20 maiores produtores de soja do país



 Maracaju e Sidrolândia representaram Mato Grosso do Sul na lista dos 20 municípios brasileiros maiores produtores de soja em 2017. De acordo com a pesquisa sobre a produção agrícola municipal, divulgada hoje (13) pelo IBGE, com 982,2 mil toneladas de soja colhidas, Maracaju é o 12º na lista. Sidrolândia, com produção de 706,2 mil toneladas, ficou na 20ª posição.
 

A lista é dominada por municípios de Mato Grosso. Maior produtor de soja do país, o estado vizinho tem 12 dos 20 municípios onde mais se colhe a oleaginosa no país, inclusive o campeão em produção, Sorriso, que colheu 2,1 milhões de toneladas de soja no ano passado.
 

Com 9,1 milhões de toneladas, Mato Grosso do Sul foi o quinto maior produtor de soja do país em 2017. Ficaram à frente Mato Grosso (30,4 milhões/t), Paraná (19 milhões), Rio Grande do Sul (18,7 milhões) e Goiás (11,3 milhões/t).
 

O valor da produção nos 5,2 milhões de hectares ocupados com agricultura no ano passado em MS chegou a R$ 15,2 bilhões, segundo o IBGE. Foram 19,2 milhões de toneladas de cereais, leguminosas e oleaginosas colhidas no estado – aumento de 40% em relação a 2016.
 

Apesar do crescimento na produção, o valor da produção caiu 0,7%. Segundo o IBGE, essa queda foi influenciada pelo recuo dos preços dos principais produtos, interrompendo um crescimento no valor da produção da safra que já durava sete anos. O valor da produção do milho caiu 13,4%, da cana-de-açúcar caiu 12% e do trigo 28%.
 

Valor da produção – A soja predomina entre as culturas com maior valor produzido. As dez principais culturas de MS (soja, cana-de-açúcar, milho, mandioca, algodão herbáceo, arroz, feijão, borracha, melancia e trigo) representaram 99,3% de todo o valor gerado pela atividade.
 

“Em termos de valor da produção, a agricultura está concentrada nas três principais culturas, soja, milho e cana-de-açúcar, que representam 93,6% do total do valor da produção, com destaque para a soja com 53,6%, o que representou R$ 8,2 bilhões de reais”, informa a pesquisa do IBGE.
 

Além de Maracaju e Sidrolândia, os outros três principais produtores de soja em 2017 foram Ponta Porã com 694 mil toneladas, Dourados com 575 mil toneladas e São Gabriel do Oeste, que colheu 468 mil toneladas.
 

Milho cresceu – A pesquisa do IBGE, que é relativa apenas aos resultados de 2017, mostra crescimento considerável da produção de milho em Mato Grosso do Sul no ano passado. Já em 2018 a produção encolheu afetada pelo clima.
 

Em 2017 a quantidade produzida de milho foi de 9,8 milhões de toneladas, a quarta maior produção do país, com aumento de 62,9% em relação a 2016. MS teve a terceira maior área colhida de milho no ano passado, com 1.831.970 hectares.
 

Entre os 20 principais municípios brasileiros produtores de milho, quatro são sul-mato-grossenses: Maracaju (8ª posição), Sidrolândia (11ª), Dourados (14ª) e Ponta Porã(15ª).
 

Outras culturas – A pesquisa do IBGE mostra que outras atividades agrícolas tiveram bom desempenho no ano passado em Mato Grosso do Sul. A produção de urucum cresceu 97,5% e chegou a 622 toneladas. MS foi o sexto maior produtor do país.
 

O principal produtor de urucum em MS foi Nova Alvorada do Sul, com 327 toneladas – mais da metade de toda a produção estadual. No ranking nacional, Nova Alvorada do Sul ocupa a 11ª posição entre os maiores produtores de urucum no país.
 

A produção de laranja também aumentou. O estado produziu 22.719 toneladas em uma área de 1.036 hectares, aumento de 45,3% na quantidade produzida e aumento de 28,9% na área colhida. MS ocupa a 15ª posição no ranking nacional em quantidade produzida de laranja.
 

Aparecida do Taboado é o maior produtor estadual de laranja, com 9.420 toneladas colhidas em 350 hectares no ano passado.




NENHUM COMENTÁRIO



escrever comentário




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE