PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
11/06/2018 07h37 - Atualizado em 11/06/2018 10h52

Governo entregará 567 equipamentos da agricultura familiar hoje

Dourados News


Foto: Divulgação

O Governo do Estado vai realizar nesta segunda-feira, dia 11 de junho, a maior entrega de equipamentos da história da agricultura familiar do Mato Grosso do Sul. Foram investidos R$ 12 milhões em recursos advindos de emendas parlamentares e convênios com o Governo Federal. A solenidade de repasse dos maquinários acontece pelo governador Reinaldo Azambuja, às 10 horas, no Cepaer (Centro de Pesquisa e Capacitação da Agraer), que fica situado na saída para Rochedo, na Rodovia MS 080, km 10, próximo ao Departamento estadual de Trânsito (Detran-MS).

Ao todo, 567 equipamentos serão entregues sendo 95 tratores, 96 grades aradoras, 87 grades niveladoras, 86 calcareadeiras, 80 rotoencanteiradores, 79 pás carregadeiras, 6 roçadeiras, 5 ensiladeiras, 13 carretinhas e 20 resfriadores com capacidade de mil litros cada.

Outro objetivo da ação é estruturar mais e melhor o trabalho de Ater – Assistência Técnica e Extensão Rural, da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), instituição vinculada ao Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

Isso porque a mecanização do campo traz mais agilidade nas atividades rurais, reduz o tempo de trabalho dentro de hortas e áreas de pastagens e, ainda, fornece mais ferramentas para que os agentes de Ater, servidores da Agraer, terem melhores condições para repassar conhecimentos técnicos aos agricultores familiares.

Além do governador Reinaldo Azambuja também prestigiarão o evento o diretor-presidente da Agraer, André Nogueira, e o secretário da Semagro, Jaime Verruck. É esperada a presença de deputados estaduais e federais, senadores, prefeitos das cidades beneficiadas e agricultores familiares.

Os recursos são oriundos de emendas parlamentares de oito deputados federais e de três senadores, de recursos do próprio Governo do Estado e de propostas voluntárias da Sead – Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento, Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Sudeco (Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste).




NENHUM COMENTÁRIO



escrever comentário




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE