PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
16/05/2018 08h18

Roubo a caminhão tem perseguição, tiroteio e assaltante morto em MS

Campo Grande News


Os dois pneus da frente foram estourados durante perseguição policial (Foto: Saul Schramm)

Um assaltante morreu e outro ficou ferido em confronto com a Polícia Militar após roubo de caminhão Ford Cargo Baú. O crime aconteceu na noite de ontem (15), na Rua Vale do Sol, na região do Bairro Nascente do Segredo, em Campo Grande. A vítima, um caminhoneiro de Nova Aurora (PR), foi amordaçada e mantida refém por cerca de 5h.

O fretista relatou à polícia que havia chegado na cidade e estava no Posto de Combustíveis Carretão, quando um homem ligou solicitando o serviço de frete para esta quarta-feira. Porém, por volta das 18h, o motorista foi rendido no local por dois homens armados, colocado dentro do caminhão e obrigado a dirigir até uma área de mata nos fundos da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco), onde foi amarrado pelos pés, mãos e amordaçado.

A vítima ficou em poder dos bandidos, enquanto uma terceira pessoa foi buscar o veículo. Ao tentar manobrar, o comparsa dos assaltantes bateu o veículo em um barranco e furou o tanque de combustível, mas mesmo assim seguiu viagem. Por volta das 23h, quando percebeu que os ladrões haviam ido embora, o fretista conseguiu se soltar e caminhou até o seminário dos padres, onde foi socorrido pelo caseiro.

A Polícia Militar foi comunicada. Na sequência, com a ajuda do rastreador, o caminhão foi localizado na Rua Santo Ângelo com os dois assaltantes. Houve perseguição e troca de tiros. O motorista jogou o veículo contra duas viaturas da polícia e ao dar ré chegou a empurrar um dos carros da PM. Um dos suspeitos identificado como Mauro Lopes da Silva, foi atingido com tiro no ombro e socorrido à Santa Casa.

 

O comparsa dele fugiu em direção à mata, mas foi localizado. Ele tentou evitar a prisão tentando atirar contra a equipe policial e acabou baleado no tórax. O assaltante foi socorrido pela própria polícia e levado à unidade de saúde, mas não resistiu e morreu. O nome dele ainda não foi divulgado. Marcas de tiros ficaram no para-brisa do caminhão, que teve a lataria danificada e os dois pneus dianteiros estourados. O fato foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro. 



                    


NENHUM COMENTÁRIO



escrever comentário




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE