PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
25/04/2017 08h40 - Atualizado em 25/04/2017 16h41

Secretário teme saída da CCR: 'acho que entraremos num caos'

Correio do Estado


- Foto: Álvaro Rezende/ Correio do Estado

O Governo do Estado está tratando com cautela o pedido de revisão contratual da CCR MSVia, concessionária da BR-163, que interrompeu as obras de duplicação da rodovia.

 

“Se acontecer da CCR parar essa concessão, acho que entraremos num caos aqui no Estado”, disse ontem o secretário de Infraestrutura, Marcelo Miglioli.

 

O governador Reinaldo Azambuja estará hoje em Brasília para tratar do assunto na Agência Nacional de Transporte Terrestres (ANTT).

 

“A rodovia voltaria para o governo federal, e até o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) licitar, contratar uma empresa para fazer a manutenção, imagine só o que ia virar”, afirmou Miglioli.

 

Conforme o secretário, é preciso muita cautela neste momento. “Lá atrás (em 2013) foi feito um contrato imaginando uma situação que não existe hoje no país”, complementou, ao citar a crise econômica.

 

As nove empresas contratadas pela CCR MSVia para duplicar a BR-163 em Mato Grosso do Sul já começaram a desmobilizar seus canteiros.

 

Entre elas estão empreiteiras do Mato Grosso, de Santa Catarina e até da Bahia. Funcionários contratados para as obras já cumprem aviso prévio ou foram demitidos, segundo informaram ao Correio do Estado. 




NENHUM COMENTÁRIO



escrever comentário




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • Tupy30
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE
  • Tigre32