PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
05/04/2017 14h29

Engenheiro chinês se casa com robô construída por ele mesmo

Veja


Zheng Jiajia, um engenheiro chinês especialista em inteligência artificial de 31 anos, se casou com uma mulher-robô construída por ele mesmo. A cerimônia ocorreu na cidade de Hangzhou, na China, e contou com a participação de sua mãe, amigos e companheiros de universidade, informa o site Sina.com.

 

O casamento não tem valor legal, já que as núpcias entre humanos e androides por enquanto não estão contempladas na legislação chinesa, mas a cerimônia foi (quase) completa, com direito ao banquete, presentes e o véu vermelho sobre o rosto da noiva, costumes típicos das bodas tradicionais da cultura oriental.

              

A mulher-robô, criada por Zheng em 2016, se chama Yingying. Segundo ele, o relacionamento entre os dois começou há dois meses. Zheng, que não tinha namorada há anos, optou por fabricar sua própria esposa depois de sofrer pressão de sua família e amigos para que se casasse, segundo contou à imprensa.

 

Inteligência artificial

A China possui uma das maiores diferenças entre a população de homens e mulheres, principalmente devido ao aborto seletivo de bebês do sexo feminino depois que o país implementou a Política do Filho Único para controlar o crescimento populacional. Segundo dados do Fórum Econômico Mundial, há 100 mulheres para cada 113,5 homens chineses. Isso significa que, inevitavelmente, muitos homens não vão encontrar uma mulher para se casar.

 

Por sorte, a nova esposa de Zheng é capaz de falar mediante uma conexão a um computador com textos e arquivos de áudio armazenados. Yingying também pode reconhecer fotografias e objetos, e ainda não está programada para caminhar, embora seu marido e desenvolvedor afirmou que está trabalhando nisso. Por enquanto, ele precisa carregar o robô de 30 quilos para transportá-la.

 

Zheng trabalhou anos no multinacional tecnológica Huawei, mas em 2014 abriu sua própria companhia. Nas redes sociais, usuários questionam se o casamento não seria uma forma de promoção publicitária. O chinês, no entanto, afirmou que pensa viver com Yingying até que a morte – ou os problemas de bateria – os separe.

 

(Com EFE)




NENHUM COMENTÁRIO



escrever comentário




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • Tupy30
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE
  • Tigre32