PUBLICIDADE

Comissão entra com ação civil pública contra reajuste do pedágio da BR-163

A concessão da BR-163 à CCR MSVia foi concedida em 2014 para um investimento de 30 anos nos 843 quilômetros que atravessam o estado, de Norte a Sul, entre Sonora e Mundo Novo

| GABRIELA COUTO / CAMPO GRANDE NEWS


Deputado estadual Junior Mochi (MDB) durante uso da tribuna na sessão desta terça-feira (9) (Foto: Luciana Nassar)

Durante a sessão da Assembleia Legislativa desta terça-feira (9), o deputado estadual Junior Mochi (MDB), presidente da Comissão de Acompanhamento do Processo de Relicitação ou Repactuação do Contrato de Concessão da BR-163/MS, apresentou a minuta da ação civil pública que o grupo vai protocolar na Justiça Federal, pedindo a suspensão do aumento da tarifa de pedágio cobrada pela CCR MSVia, que administra na BR-163.

"Estou apresentando aqui um esboço da ação que busca obter uma liminar para suspender qualquer ajuste nas tarifas de pedágio até que a questão da renovação do contrato de concessão da CCR MSVia seja decidida. Isso inclui o aumento atual de 3,69%, em vigor há 10 dias", justificou.

Fazem parte da comissão os deputados Mara Caseiro (PSDB), Roberto Hashioka (União), Pedro Pedrossian Neto (PSD) e Caravina (PSDB). Eles aguardam até quinta-feira (11) a assinatura dos demais parlamentares interessados em fazer o pedido como coautores.

"Estamos solicitando a suspensão devido ao não cumprimento do contrato de concessão. A Assembleia Legislativa, como representante legítima do povo, já se manifestou junto ao Tribunal de Contas da União como amicus curiae no processo administrativo que trata da repactuação do contrato", acrescentou.

A concessão da BR-163 à CCR MSVia foi concedida em 2014 para um investimento de 30 anos nos 843 quilômetros que atravessam o estado, de Norte a Sul, entre Sonora e Mundo Novo. Atualmente, nove praças de pedágio estão operacionais ao longo da rodovia, que passa por 21 municípios. "Infelizmente, apenas cerca de 150 quilômetros foram duplicados até agora", lamentou Mochi. 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE