PUBLICIDADE

Mulher que matou marido a facada e fugiu em trator tem prisão decretada em Rio Verde de Mato Grosso

Conforme a mulher, toda vez que ele bebia ficava agressivo e no dia dos fatos foi agredida e para se defender esfaqueou o marido

| POR ANA BEATRIZ RODRIGUES/CAMPO GRANDE NEWS


Antônio Ediezio Senarega Lopes, de 49 anos, morto pela mulher. Foto: Divulgação

Aparecida Garay, de 42 anos, teve a prisão preventiva decretada nesta segunda-feira (26) após matar o marido Antônio Ediezio Senarega Lopes, de 49 anos, a facadas na noite de sábado (24) em uma fazenda no município de Rio Verde de Mato Grosso.

A mulher passou por audiência de custódia na manhã de hoje, ocasião em que é analisada a legalidade da prisão pela polícia. A juíza Larissa Luiz Ribeiro decidiu pela prisão preventiva da suspeita, ou seja, ela ficará presa por tempo indeterminado.

Antônio foi morto com uma perfuração próximo ao peito. Em depoimento, Aparecida disse que matou o esposo para se defender das agressões.  Ela contou  à polícia, que fazia 1 ano que vivia com Antônio.

Conforme a mulher, toda vez que ele bebia ficava agressivo e no dia dos fatos foi agredida e para se defender esfaqueou o marido. O casal morava numa fazenda a 52 quilômetros da área urbana.

O caso -  Após o crime, Aparecida ligou para o gerente da propriedade onde os dois viviam avisando sobre o crime, em seguida ela fugiu de trator, mas acabou presa quando se escondia em meio à pastagem. 

Aparecida durante o depoimento na manhã deste domingo (25). (Foto: Reprodução )

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE