PUBLICIDADE

Após agressão contra criança com TEA, Neno Razuk solicita abertura de sala com escuta especializada

O pedido foi enviado após uma criança de apenas 9 anos ser cercada e agredida por colegas em uma quadra de esportes na cidade

| ASSESSORIA


Foto: Divulgação

Por meio de uma indicação oficializada no plenário da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Neno Razuk (PL) solicitou ao secretário Carlos Antonio Videira, titular da Sejusp (Secretaria de Estado, Justiça e Segurança Pública) para que seja instalada uma sala de escuta especializada em Ponta Porã.

O pedido foi enviado após uma criança de apenas 9 anos ser cercada e agredida por colegas em uma quadra de esportes na cidade.

“É preciso que a criança que sofre uma violência tenha direito a um ambiente o mais confortável e confiável possível, quando essa criança tem algum transtorno como o TDAH e o autismo, que é o caso desse menino, os cuidados devem ser redobrados”, afirmou Neno ao comentar a indicação. 
Com a sala de escuta especializada e depoimento especial, no âmbito protetivo da criança e do adolescente, e da produção da prova no processo criminal, amplia-se a contextualização da violência sofrida.

“Uma criança autista e com TDAH sofreu agressões de um grupo de meninos, neste caso concreto a escuta da criança não foi otimizada, por ausência da escuta especializada. Ele precisa ser ouvido de forma personalizada, conduzida por profissionais de psicologia, assistência social, saúde e outros, com o fim de evitar outros traumas na vítima, dentre eles a revitimização, a violência institucional e as falsas memórias”, enumera sobre as necessidades para esse caso e outros similares.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE