PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
09/08/2018 07h29

Atacante Paolo Guerrero acerta com o Internacional por três anos

Band


Guerrero é o novo reforço do Internacional para o restante da temporada (Foto: Daniel Castelo Branco/Agência O Dia/Estadão Conteúdo)

Paolo Guerrero é o novo jogador do Internacional. O atacante peruano acertou com o time gaúcho por três temporadas. A informação é do repórter Marcelo Salzano, da Rádio Bandeirantes de Porto Alegre. O anúncio deve acontecer entre sexta ou segunda-feira.

 

O vínculo do artilheiro com o Flamengo vence na sexta-feira. O clube da Gávea e jogador chegaram a conversar sobre uma renovação, mas esbarraram na questão do tempo de contrato. Guerrero não abria mão de um contrato de três anos enquanto o rubro-negro oferecia acordo até o fim de 2019.

 

Antes de fechar com o Internacional, Guerrero também teve seu nome ligado ao Palmeiras e ao Santos. Porém, como ele não pode jogar mais pela Copa do Brasil e nem pela Libertadores, os clubes paulistas resolveram não apostar no atleta. No Corinthians, onde é ídolo pelos gols marcados no Mundial de 2012, o artilheiro não é bem visto pela diretoria pela maneira que deixou o clube.

 

A relação entre o atacante e o Flamengo sempre foi conturbada. No entanto, foi após o caso do doping do peruano que as coisas pioraram. Guerrero testou positivo para benzoilecgonina, um dos metabólitos da cocaína, em outubro de 2017, em exame realizado após confronto entre Peru e Argentina pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo. O peruano assegurou que a substância foi consumida por meio da ingestão de um chá que estaria contaminado, alegando inocência.

 

Inicialmente, a Fifa o suspendeu por um ano, depois reduziu a pena para seis meses, o que permitiria a sua participação na Copa do Mundo. Só que em novo recurso, a CAS ampliou o gancho de Guerrero para 14 meses. O atacante, então, conseguiu efeito suspensivo na Justiça comum da Suíça, que voltará a julgá-lo, após receber a argumentação do tribunal máximo do esporte, mas ainda sem uma data definida.

 

Durante todo o processo, Guerrero recebeu apoio de várias seleções e de jogadores, que chegaram a pedir a Fifa para que liberassem o jogador. Porém, ele reclamou da falta de apoio do Flamengo.





PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE