PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
12/06/2018 15h34

Energisa nega demissões e diz que quadro de funcionários aumentou 33%

Campo Grande News


Frente de concessionária na manhã de ontem (11) (Foto: Marina Pacheco)

A concessionária Energisa negou demissões e afirma que em quatro anos o quadro de funcionários aumentou em 33% com a internalização dos serviços. Na manhã de ontem (11), funcionários juntamente com o sindicato da categoria protestaram em frente à empresa alegando que ocorreram demissões em massa desde 2014.

 

Por meio de nota, a Energisa esclareceu que, desde que assumiu as atividades de distribuição do setor elétrico em Mato Grosso do Sul, tem realizado transformações na empresa. Os investimentos, segundo a assessoria, ultrapassam R$ 1 bilhão de 2014 a 2017.

 

A concessionária diz que “valoriza a meritocracia e a boa prestação de serviço aos seus clientes”. Além disso, a nota informa que nos últimos quatro anos, o quadro de colaboradores aumentou em 33% com a internalização dos serviços. Também foram promovidas 313 pessoas e realizadas mais de 400 mil horas de treinamento.

Satisfação – Conforme a Energisa, na última pesquisa de clima realizada com funcionários, neste ano, a empresa atingiu o índice de 79,01% de confiança.

Protesto – A manifestação foi realizada na manhã de ontem. Funcionários da Energisa protestam em frente à sede da concessionária, na Capital com cartazes, caixas de som, teatro e distribuição de panfletos. Segundo o sindicato da categoria, o motivo da manifestação é o elevado número de demissões, que desde 2014 somam 631 casos.





PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE