PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
13/02/2018 10h02

Sete de Dourados acerta retorno do atacante Williams Recife



A vitória do Sete de Dourados sobre o Operário AC neste domingo garantiu ao clube a liderança do Grupo B na virada de turno e também a melhor campanha no Campeonato Estadual até esta quinta rodada. Além disso, os dez pontos conquistados garantem a classificação para a próxima fase, já que, considerando a pontuação de Urso e Operário e os confrontos diretos, o último colocado da chave e único eliminado não chegará à essa marca.
 

Com a vaga na mão, a comissão técnica e o gestor Tony Montalvão pensam na reposição de peças que deixaram o clube durante esse primeiro turno. O zagueiro Fábio Santos foi para o Campinense-PB, Gustavo Rosolem para o Fluminense de Feira-BA e o volante Gilton para o Hercílio Luz-SC, deixando o Sete com apenas 19 jogadores inscritos na competição.
 

Novo atacante

O primeiro nome certo para integrar o elenco neste returno é do atacante Willians Recife, já conhecido da torcida douradense. Ele defendeu o Sete em 2014 e ainda jogou pelo Cene e Corumbaense no Mato Grosso do Sul. O jogador, de 28 anos, deve se apresentar na próxima quinta-feira.
 

Willians estava no futebol paraibano. Em 2017 jogou pelo Auto Esporte e neste ano defendia o CSP. No Sete, o jogador foi trazido pelo técnico Cláudio Roberto e marcou cinco gols nos cinco jogos que disputou. Depois, também com Cláudio, jogou a Copa do Brasil pelo Cene e depois foi artilheiro do Corumbaense no acesso de 2014. Depois do MS, Williams jogou na Albânia, de onde voltou em 2016 para jogar no Miramar-PB.
 

O jogador comemora estar voltando em uma situação diferente à anterior. "Naquele ano o Sete estava lutando contra o rebaixamento e pude ajudar nos cinco jogos que disputei. Agora o time está em primeiro e estou voltando três anos depois mais maduro e cheio de vontade para ajudar meus companheiros dentro de campo", afirma.
 

Zaga pendurada

Além de Willians, o Sete deve anunciar nos próximos dias pelo menos mais três jogadores. A preocupação maior está no sistema defensivo, com apenas dois zagueiros de ofício e pelo setor esquerdo, com Felipe e PC. Na direita, o volante Baiano vem atuando, mas o técnico Márcio Santos não o considera improvisado. "Ele já atuou uma temporada inteira na posição e quando foi contratado sabíamos que ele poderia atuar como volante ou zagueiro", explica.
 

A preocupação agora são as possíveis suspensões. O zagueiro Felipe levou o seu segundo cartão amarelo e está pendurado, condição também do lateral esquerdo Digão. Apesar disso, Márcio Santos prega cautela nas escolhas. "Não temos margem para erro e contratar apenas para compor elenco não vale a pena. Procuramos jogadores que possam chegar e, se preciso, vestirem a camisa de titulares".
 

Segundo Montalvão, o clube negocia com pelo menos dois zagueiros que podem ser anunciados nos próximos dias.



                    


NENHUM COMENTÁRIO



escrever comentário




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE