PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
12/02/2018 06h43

Botafogo demitiu técnico sem avaliar substituto antes

Gazeta Esportiva


© Fornecido por Gazeta Esportiva

Felipe Conceição tem longa carreira no Botafogo, mas durou pouco como técnico da equipe principal. A vexatória eliminação na primeira fase da Copa do Brasil e, na sequência, a queda diante do Flamengo na semifinal da Taça Guanabara foram demais para a diretoria botafoguense. O problema é que os gestores do clube tomaram a decisão sem avaliar um substituto.

 

“No futebol não há nada que se parta do zero, há sempre uma discussão, há sempre possibilidades, e vamos trabalhar para suprir essa necessidade. Não vou especular nenhum nome nesse momento”, justificou o gerente de futebol, Anderson Barros, assim que a decisão foi tomada.

 

Felipe Conceição foi convidado a seguir trabalhando no Botafogo, mas em uma nova função. O ex-treinador sequer apareceu para falar à imprensa depois de ver sua equipe ser totalmente dominada contra o Flamengo e, no vestiário, ser informado de que não seguiria no comando.

 

Nos bastidores, a quem diga que o Botafogo deve apostar em um técnico veterano a colocar mais uma promessa na função. A estratégia que deu certo com Jair Ventura, assustou os dirigentes com Felipe Conceição nesse início de 2017.

 

Bruno Lazaroni, filho do técnico Sebastião Lazaroni, ele era gerente das categorias de base do Botafogo no ano passado, comandará o time até que um novo técnico seja contratado. O elenco alvinegro se apresenta nessa segunda-feira, no CT Nilton Santos. 



                    


NENHUM COMENTÁRIO



escrever comentário




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE