PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
09/02/2018 07h07 - Atualizado em 09/02/2018 08h11

Anitta é convidada por estudantes brasileiros para palestrar nos EUA

G Show


A cantora Anitta, 24, foi convidada para dar uma palestra na Brazil Conference at Harvard & MIT - Foto: Divulgação/Gshow

A cantora Anitta, 24, foi convidada para dar uma palestra na "Brazil Conference at Harvard & MIT", evento organizado por brasileiros que moram em Boston, nos EUA, nos dias 6 e 7 de abril de 2018.

 

Segundo nota divulgada pela organização nesta quinta-feira (8), o nome de Anitta foi escolhido porque sua "história de constante batalha reflete a situação de muito brasileiros". Ainda de acordo com o comunicado enviado à imprensa, a vida da cantora, de "superação e sucesso", serve de inspiração.

 

No texto, a organização também reforça que o evento é organizado e liderado exclusivamente por estudantes, e não pelas instituições às quais os alunos são vinculados. Desde que o convite veio à tona, alguns portais on-line noticiaram que a cantora fora convidada pela Universidade Harvard, informação falsa.

 

Este será o quarto ano da "Brazil Conference", que já teve o juiz Sergio Moro, a ex-presidente Dilma Rousseff e o velejador Lars Grael como palestrantes. Até a publicação deste texto, a artista não havia se pronunciado sobre o convite.

 

VIDA DE ANITTA

 

Com frequência, Anitta lembra de suas origens em discursos e shows. Em outubro de 2017, após receber o Prêmio Multishow de melhor cantora do ano, Anitta comemorou em publicação feita no Instagram lembrando seu começo de carreira.

 

"Um dia eu espero poder e conseguir mostrar pra vocês o quanto é difícil trilhar este caminho que escolhi sendo mulher, jovem, transparente e favelada. Crescer onde cresci, sem grana, sem estrutura, sem oportunidades, começar cantando o ritmo que sofria preconceito por maior parte da população, ser sensual, ser solteira (ok, agora finalmente não mais), livre, estudiosa, esforçada, trabalhadora, dedicada, independente, 'pegadora' e plastificada assumida num país 'conservador'", escreveu. 



                    


NENHUM COMENTÁRIO



escrever comentário




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE