PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
09/02/2018 07h04 - Atualizado em 09/02/2018 17h04

Bolsonaro diz que não admite ser chamado de corrupto

Ele está acompanhado do filho e veio para MS na quinta

Correio do Estado


Bolsonaro durante entrevista coletiva em Dourados - Foto: Gizele Almeida/ Dourados News

Primeiro presidenciável a visitar Mato Grosso do Sul, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) chegou nesta quinta-feira a Dourados. Ele foi recebido por eleitores no aeroporto e saiu de lá em carreata.

 

Bolsonaro estará acompanhado de seu filho, o também deputado federal Eduardo Bolsonaro. No mês que vem, deve vir o pré-candidato à Presidência pelo PT, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e o do Podemos, Álvaro Dias.

 

Ontem, o deputado federal percorreu as ruas de Dourados com o ex-deputado estadual Coronel David, participou de uma entrevista coletiva e ministrou palestra no sindicato rural da cidade.

 

Durante seu discurso no aeroporto da cidade, ele enalteceu sua pré-candidatura à Presidência da República e também afirmou que não vai admitir ser chamado de corrupto. “Não queremos apoio de políticos que derrubam o País. Eles têm quase tudo ao lado deles, só não têm uma coisa que eu tenho: povo brasileiro. Podem me chamar de tudo, só não me chame de corrupto”, disse.

 

Bolsonaro disse que os eleitores são os únicos que têm o poder de mudar o rumo do Brasil e pediu o apoio do povo para ser eleito no dia 7 de outubro. “Temos uma chance viva de mudar o comandante desta nação. No dia 1º de janeiro, nós subiremos a rampa de Brasília”, afirmou.  



                    


NENHUM COMENTÁRIO



escrever comentário




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE