PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
14/11/2017 08h54 - Atualizado em 14/11/2017 11h40

Policiais federais também estão na casa do empresário João Amorim

Campo Grande News


Viatura da Polícia Federal na residência de João Amorim. (Foto: Direto das Ruas)

Policiais federais também estão na casa do empresário e dono da Proteco, João Amorim, que já foi alvo de outras operações da Lama Asfáltica. Nesta terça-feira (14), ocorre a quinta fase da investigação, batizada Papiros de Lama.

Desde que a investigação foi iniciada, em 2015, a Polícia Federal, Receita Federal e CGU (Controladoria-Geral da União) investigam o empreiteiro, que foi preso em pelo menos duas fases da operação.

Na primeira ação da força-tarefa, em julho de 2015, a investigação apontou que João Amorim seria o chefe da organização, especializada em desviar recursos públicos, inclusive federais.

Conforme a PF, a fase de hoje tem como alvo uma organização criminosa que teria causado R$ 235 milhões em prejuízos aos cofres públicos.

Ainda segundo a Polícia Federal, estão sendo cumpridos dois mandados de prisão preventiva, um deles contra o ex-governador André Puccinelli (PMDB) - policiais continuam no apartamento dele. André Puccinelli Junior, filho do ex-governador, é um dos alvos e já foi levado para sede da Polícia Federal.

As prisões e demais detalhes esta fase serão revelados em coletiva de imprensa às 10 horas.

Policiais federais também cumprem dois mandados de prisão temporária, seis de condução coercitiva, 24 mandados de busca e apreensão, além do sequestro de valores nas contas bancárias de pessoas físicas e empresas investigadas.

Em virtude deste estratagema, a operação foi batizada de Papiros de Lama.



                    


NENHUM COMENTÁRIO



escrever comentário




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • Tupy30
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE
  • Tigre32