PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
11/11/2017 10h29

Contraprova dá positivo e Fifa mantém suspensão a Paulo Guerrero

Gazeta Esportiva


Paolo Guerrero terá de responder na Justiça Desportiva (Foto: Ernesto Benavides/AFP)

A avaliação da contraprova da urina do atacante Paolo Guerrero novamente atestou a presença de um metabólito da cocaína, nesta sexta-feira, fazendo com que a Fifa mantenha a punição preventiva de 30 dias sobre o centroavante peruano. Com isso, ele não poderá enfrentar a Nova Zelândia, nos duelos válidos pela repescagem para a Copa do Mundo, marcados para a madrugada deste sábado e a próxima terça-feira.

Ausência certa já no duelo de ida, o atleta do Flamengo nutria a esperança de pelo menos ajudar na segunda partida, às 21h15 da terça-feira, em Lima, mas a possibilidade foi afastada com o diagnóstico. O julgamento para saber qual será a punição definitiva se dará justamente no encerramento da suspensão, no dia 30 de novembro, em Zurique, sede da entidade.

O exame do segundo pote de urina colhido do jogador após o empate por 0 a 0 entre Peru e Argentina, no dia 5 de outubro, voltou a notar a presença de benzoilecgonina, principal metabólito da cocaína. A alegação inicial da defesa é de contaminação cruzada, quando a pessoa pode consumir a droga ao usar algum remédio ou tomar um chá. O chá da folha de coca, por exemplo, é muito utilizado tanto no Peru quanto na Bolívia, principalmente no interior dos países.

Com isso, o mais provável é que Guerrero retorne aos treinamentos no Ninho do Urubu, à espera do seu julgamento. Caso receba uma punição, é improvável que ele esteja presente na Copa do Mundo do ano que vem na Rússia, mesmo que o Peru consiga a classificação.



                    


NENHUM COMENTÁRIO



escrever comentário




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • Tupy30
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE
  • Tigre32