PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
17/05/2017 09h06

Frigorífico do peixe poderá ser concluído com parceria público-privada

Dourados News


O ministro interino do MAPA Eumar Novacki esteve na Câmara dos Vereadores de Dourados nesta terça-feira (16). Foto: Isadora Spadoni

Com o objetivo de concluir as obras do frigorífico do peixe em Dourados, paralisadas desde 2013, o superintendente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) em Mato Grosso do Sul, Celso Martins, propôs buscar parcerias com a iniciativa privada. O anúncio foi feito durante reunião com o ministro interino Eumar Novacki na Câmara dos Vereadores nesta terça-feira (16).

Segundo o secretário de Agricultura Familiar e Economia Solidária de Dourados, Landmark Rios, a prefeitura aceita que o empreendimento seja concluído por meio de uma parceria público-privada (PPP), modelo de concessão pública sugerido pelo representante. Seria o primeiro caso de PPP no Estado de Mato Grosso do Sul.

"Não fazemos nenhuma objeção a esse modelo e apoiamos a busca dessas parcerias. Quando o Ministério nos autorizar, vamos realizar debates com universidades, entidades envolvidas no setor do peixe, câmara e assembleia legislativa para que haja participação da sociedade nesse processo."

Ao Dourados News, o secretário não informou o valor necessário em investimentos para a conclusão do frigorífico, mas garantiu que há interesse da iniciativa privada em realizar o aporte. "Temos casos de grupos empresariais que assumiram recentemente um consórcio para a produção de tilápia no Estado. Com certeza terão interessados em investir no frigorífico", disse.

Segundo Landmark, já foi aportado R$ 1,08 milhão no empreendimento, aplicado na parte física e em serviços de terraplanagem e instalação de câmara fria. "O investimento necessário dependerá do modelo que será apresentado, de frigorífico ou de entreposto, por exemplo".

Visita do ministro

A prefeitura entregou oito pedidos de projetos para agricultura familiar na região, sendo um deles voltado à piscicultura, que serão analisados pelo Mapa em Brasília. As demandas totalizam R$ 18 milhões em aportes.

Na ocasião, o ministro interino informou ao Dourados News que já foram reservados R$ 500 mil para a região da Grande Dourados, por meio do programa Agro+, qe busca a qualificação rural para pequenos produtores. "Identificaremos primeiro qual a vocação da região e onde estão concentradas as pequenas propriedades. Com base na vocação dessa pequena propriedade, iniciamos o trabalho em conjunto com a prefeitura", disse Novacki.

É a primeira vez que um ministro vai até a Câmara dos Vereadores de Dourados, segundo a presidente da câmara, Daniela Hall (PSD). "Estamos muito gratos pelo ministro ter atendido a esse pedido e recebido as demandas dos vereadores, da prefeitura e de municípios vizinhos", diz.




NENHUM COMENTÁRIO



escrever comentário




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • Tupy30
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE
  • Tigre32