PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
18/04/2017 08h22

Chapecoense recebe Nacional-URU para embalar na Libertadores

Gazeta Esportiva


Rossi é uma das esperanças do ataque alviverde para balançar as redes (Foto: Sirli Freitas/Chapecoense)

Empolgada pela conquista da Taça Sandro Pallaoro, o título do segundo turno do Campeonato Catarinense, que garantiu vaga na decisão do Estadual, a Chapecoense volta a campo nesta terça-feira para mais uma partida importante na caminhada da equipe na Copa Libertadores da América.

Às 21h45 (de Brasília), na Arena Condá, a Chape recebe o tradicional Nacional, do Uruguai, dono de três títulos da Libertadores. Com todos os times do Grupo 7 empatados com três pontos conquistados, uma vitória pode colocar a equipe brasileira na liderança da chave, dependendo do resultado do outro jogo, entre Lanús e Zulia.

Mesmo que não traga a ponta do grupo, um triunfo seria fundamental para a Chapecoense na sequência da competição continental. Atualmente, os catarinenses ocupam a lanterna da chave por causa do saldo negativo de um gol. A Chape acumula uma vitória por 2 a 1 sobre o Zulia, fora de casa, e uma derrota para o Lanús por 3 a 1, na Arena Condá.

Apesar de a temporada estar apenas no início, o técnico da Chapecoense, Vagner Mancini, demonstra otimismo com rendimento da equipe e acredita que a equipe está no rumo certo. O treinador, no entanto, deixou um pouco de lado a conquista da Taça Sandro Pallaoro e ressaltou a importância confronto com o Nacional.

“Temos jogos importantes na Libertadores contra o Nacional, aqui e depois no Uruguai. Vejo uma equipe que briga, faz o gol e busca outro, tem a cara da Chape. Isso me faz sentir bem. Temos a convicção de que estamos no caminho certo e vamos brigar lá em cima diante de quem for na temporada”, disse.

Pelo lado do Nacional, o técnico Martín Lasarte terá problemas para escalar a equipe, com pelo menos quatro desfalques. O treinador não poderá contar com Jorge Fucile, Felipe Carballo, Tabaré Viudez e Sebastián Fernández, todos lesionados. Além disso, outros quatro jogadores não estão em totais condições para a partida. Álvaro González e Diego Arismendi tiveram problemas de saúde no último final de semana, enquanto Diego Polenta e Rodrigo Aguirre vem de lesões.

Embora sofra com os desfalques, o Nacional coloca a partida contra a Chapecoense como prioridade. Para o goleiro Esteban Conde, que disputou todos os jogos da equipe na atual temporada, os duelos contra a Chape, nesta terça-feira e depois na terça da próxima semana, vão começar a decidir os classificados do Grupo 7.

“Estes jogos de ida e volta com a Chapecoense vão começar a definir o grupo e nós aspiramos passar da fase de grupos. Por mais que a nossa posição na tabela do Campeonato Uruguaio nos dê certa tranquilidade, não podemos ficar completamente tranquilos porque no futebol é partida por partida”, afirmou.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE X NACIONAL-URU

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 18 de abril de 2017, terça-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Carlos Orbe Ruíz (Equador)
Assistentes: Não divulgado

CHAPECOENSE: Artur Mores; Apodi, Luiz Otávio, Nathan e Reinaldo; Andrei Girotto, Luiz Antônio (Moisés) e João Pedro; Arthur, Rossi e Wellington Paulista (Túlio de Melo)
Técnico: Vagner Mancini

NACIONAL: Esteban Conde; Sergio Otálvaro, Rafael García, Diego Polenta e Alfonso Espino; Santiago Romero (Álvaro González), Gonzalo Porras e Diego Arismendi; Kevin Ramírez, Rodrigo Aguirre e Hugo Silveira
Técnico: Martín Lasarte



                    


NENHUM COMENTÁRIO



escrever comentário




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • Tupy30
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE
  • Tigre32