PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

10/12/2015 09h05

Safra recorde de soja é projetada para ano que vem em MS

douradosnews


Mato Grosso do Sul atinge 2,4 milhões de hectares de área disponibilizada para plantio de soja na safra 2015/2016, 100 mil hectares a mais que no ciclo passado, o que representa um aumento de 4% nesta que deverá ser a maior safra da história no Estado.

 

Os números são preliminares. Entretanto, a estimativa é que podem ser ainda maiores. A previsão é que a produção supere 7,3 milhões de toneladas do grão, acréscimo de 6% frente 2014/15. Os dados são da Aprosoja/MS – Associação dos Produtores de Soja de MS e foram apresentados nesta quarta-feira (09), no balanço feito durante coletiva de imprensa do Sistema Famasul – Federação de Agricultura e Pecuária de MS.

 

“Este foi um ano muito bom para a agricultura no Estado. O produtor sul-mato-grossense investiu em tecnologia, escolhendo variedades mais resistentes de soja, e já se prepara para um excelente ciclo de milho, com projeção de 9 milhões de toneladas, aumento de 9% se comparado ao ciclo anterior. Ele enfrenta o El Ñino mais intenso dos últimos anos, e ainda tem que lidar com as variações do câmbio, tanto na aquisição de insumos como na comercialização do grão. Como produtor e representante de uma entidade que prioriza o agricultor posso dizer que concluímos com êxito o plantio de soja desta temporada”, ressalta o presidente da Aprosoja/MS, Christiano Bortolotto.

 

Os dados apontados são do Siga – Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio -, ferramenta criada e mantida pela Associação que monitora 70% dos municípios produtores de soja.

 

Somente este ano as quatro equipes de técnicos que abastecem o Siga visitaram propriedades rurais em 45 municípios, acompanhamento que corresponde a 2,1 milhões de hectares. “As informações disponibilizadas ajudam o agricultor na tomada de decisão, quanto a técnicas de manejo, por exemplo. Isso faz com que ele se torne mais competitivo no campo e no mercado”, complementa Bortolotto.

 

Outro número da atuação da entidade durante o ano que merece destaque é do Circuito Aprosoja. A rodada de palestras voltadas ao produtor percorreu os municípios de Dourados, Chapadão do Sul, Maracaju, Coxim, Rio Brilhante, Amambai, Sidrolândia, São Gabriel do Oeste, Naviraí e Campo Grande e contou com a participação de mais de 1,2 mil pessoas. A meta para 2016 é aumentar para 13 o número de municípios e envolver mais ainda mais produtores. “Os polos produtivos do Estado são beneficiados com a iniciativa que leva conhecimento técnico sobre custos de manejo, mercado futuro, dicas de comercialização, entre outros”, explica o analista de grãos da Aprosoja/MS, Leonardo Carlotto.

 

As consultorias e visitas realizadas pelo programa Soja Plus, parceria da Aprosoja e Abioave, também foram apresentados durante o balanço. A iniciativa atendeu 94 produtores rurais, realizou nove cursos nos municípios de Caarapó, Dourados, São Gabriel do Oeste, Maracaju, Sidrolândia, Amambai, Aral Moreira e Bonito, A meta para 2016 é consultar 300 propriedades e promover 20 cursos. A iniciativa permite que produtores rurais e trabalhadores do campo recebam orientações sobre qualidade de vida, segurança e saúde ocupacional, além da contratação de novos técnicos de campo.

 

“O próximo ano será de muito trabalho para a Aprosoja/MS. Nosso foco é ampliar a abrangência dos programas que já existem e abrir espaço para novas ideias, como é o caso do Jornada Técnica e o MEA – Mapeamento da Economia Agrícola, realizar novos seminários com temas de interesse da comunidade em geral. Intensificar os trabalhos junto a Frente Parlamentar do Agronegócio, levando nossas considerações, potencializar o MIP – Matriz de Insumo Produto e principalmente, envolver cada vez mais os produtores rurais nas atividades”, finaliza o presidente da Associação, Christiano Bortolotto. 




NENHUM COMENTÁRIO



escrever comentário




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • Tupy30
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE
  • Tigre32