PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

COLUNA

APAC CAARAPÓ

Juliana Rubim


ATITUDES PODEM FAZER A DIFERENÇA NA VIDA DE UM SER VIVO!

Publicado em : 19/10/2016

 Muitas pessoas se comovem ao ver um animal abandonado nas ruas, vítimas de maus tratos e/ou abandono. Muitos “têm dó” de ver um animal ferido, mutilado, agonizando de dor, sofrimento ou fome. Muitos se indignam com a crueldade humana para com os animais. No entanto, infelizmente, poucos são aqueles que realmente realizam ações efetivas para amenizar as circunstâncias acima descritas, poucos são aqueles que buscam contribuir com a defesa dos animais.

 

Diante deste cenário, a Associação de Proteção Animal de Caarapó – APAC, instituída desde janeiro deste ano vem realizando ações de combate aos maus tratos, abandono e negligência aos animais. Esta instituição foi fundada com o objetivo de conscientizar a população deste município sobre questões relacionadas à adoção responsável, castração para inibir a procriação e consequentemente o abandono de animais, negligência com relação às diversas doenças e também sobre as diversas formas de maus tratos aos animais.

 

Nossa Associação é constituída de poucos voluntários, que possuem seus empregos, suas famílias, vida social e, dedicam certa parcela de seu tempo e disponibilidade para tratar de um problema que é, de certa forma, da sociedade! Sim, senhores, a proteção animal e todos os problemas que vêm associados à ela são um problema social – meu, seu, do seu vizinho, enfim, de todos e não tão somente dos voluntários da APAC!! Somos um grupo que não recebe remuneração alguma pelo trabalho que realizamos, mas tão somente o carinho e o olhar de gratidão de um animalzinho que foi vítima da crueldade humana. Sim... pasmem: este é o nosso pagamento!!

 

Gostaríamos de esclarecer a todos que:

A APAC não funciona como um SUS ANIMAL, onde é só chamar que saímos correndo e vamos resgatar todo e qualquer animal... As pessoas precisam entender que atendimento veterinário não é de graça, nem para a população geral, muito menos para nós...  Pagamos por cada consulta, cada internação, cada exame laboratorial, por cada cirurgia e castração, enfim por cada procedimento veterinário... e esses custos não são baratos...

 

Não SOMOS ABRIGO e muito menos temos a intenção de sê-lo... Confinar animais em um espaço pequeno, em gaiolas e/ou baias e dar – lhes ração e água não configura “proteção animal” mas sim uma forma velada de “maus tratos”. É muito fácil retirar a responsabilidade da sociedade e entulhar cães e gatos em um abrigo!!

 

Nossa associação não tem financiamento do poder público, portanto, dependemos de doações de voluntários que simpatizam com o nosso trabalho e com a causa animal. Nesses poucos meses de existência nossa associação vem sendo abençoada com várias pessoas com um coração do tamanho do mundo que nos ajuda sempre e somos eternamente gratos por isso. No entanto, só essas doações não são suficientes para a demanda de animais que já foram atendidos e tratados e que ainda estão em tratamento... precisamos de mais doações, precisamos que as pessoas nos estenda a mão e nos ajude a manter nossos atendimentos, nos ajude a prosseguir com nossa missão. Sem a ajuda da sociedade, sem a sua ajuda, está cada vez mais difícil continuar...

 

Não pedimos doações onerosas R$50,00, R$ 100,00, R$ 1000,00... mas uma pequena contribuição: R$2,00, R$5,00, R$ 10,00 ou adquirindo um dos nossos produtos – Chaveiros, copos, camisetas, uma rifa talvez... Às vezes, esses valores não façam diferença para você, mas com certeza, fará a diferença para um ser inocente abandonado nas ruas à própria sorte. Se cada pessoa contribuísse com um pouquinho que fosse com nossa associação, com certeza teríamos a oportunidade de fazermos mais pelos nossos amigos de quatro patas.

 

É necessário que as pessoas se conscientizem que os animais merecem respeito, não é porque seu cãozinho cresceu e fez alguns estragos em sua casa que ele mereça ser abandonado nas ruas, na beira do asfalto, nas rodovias. Não é porque ele já está idoso que já não “presta para nada” que mereça ser jogado no lixo (Sim... no lixo, temos como exemplo o Oscar que foi jogado no lixo e resgatado por nós com a ajuda do Corpo de Bombeiros e que está internado em uma das clínicas parceiras). Não é porque sua gata criou vários filhotinhos que é só enfiar num saco, amarrá-lo e atirar em qualquer quintal vazio... A crueldade humana não tem limites... são as mais diversas formas de maus tratos inimagináveis que as pessoas cometem com os animais... infelizmente vivemos em uma sociedade egoísta e desumana...

 

Segundo Carolina Salles, mestre em Direito Ambiental afirma que [...] a proteção animal torna-se cada vez mais necessária e essencial, uma vez que vem sendo violada por séculos pelo homem que continua praticando maus tratos contra animais. E continua afirmando que

 

 [...] as leis de proteção ambiental no que se refere aos animais e com a gravidade dos crimes cometidos contra eles, deve ter uma punição mais severa, para que a sociedade tenha a exata noção de que não é autorizada a torturar, abusar e matar um ser vivo, pelo fato de que o mesmo não tem voz! [...] O caminho para a proteção animal é árduo e mais lento do que deveria, mas creio que a nossa compaixão falará mais alto que a ganância de muitos e a insensibilidade de alguns! Um dia!

 

Violência contra animais, maus tratos, abandono e negligência configura crime sim, previsto pelo A Lei 9605/98 (Lei de Crimes Ambientais) onde prevê os maus-tratos como crime. E o Decreto Lei, nº 24.645 de julho de 1934  que determina quais atitudes podem ser consideradas como maus-tratos.

 

Faça parte da solução dos problemas: denuncie qualquer atitude que configure maus tratos. Essa é a melhor maneira de combater os crimes contra animais. Quem presencia o ato é quem deve denunciar. Deve haver testemunha, fotos e tudo que puder comprovar o fato. Não tenha medo. Denunciar é um ato de cidadania. Ameaça de envenenamentos, bem como envenenamentos de animais, também podem e devem ser denunciados.

 

 

Exemplos de Maus-Tratos

- Abandonar, espancar, golpear, mutilar e envenenar;
- Manter preso permanentemente em correntes;
- Manter em locais pequenos e anti-higiênico;
- Não abrigar do sol, da chuva e do frio;
- Deixar sem ventilação ou luz solar;
- Não dar água e comida diariamente;
- Negar assistência veterinária ao animal doente ou ferido;
- Obrigar a trabalho excessivo ou superior a sua força;
- Capturar animais silvestres;
- Utilizar animal em shows que possam lhe causar pânico ou estresse;
- Promover violência como rinhas de galo, farra-do-boi etc..

 

Somos loucos, sim... com certeza... mas a amizade verdadeira de um cachorro, de um gato ou de qualquer outro animal não se compra, o olhar de gratidão de um amigo de quatro patas... não tem preço...  Venha conhecer nosso trabalho, colabore com a nossa associação, nos ajude a dar uma nova chance, um novo lar com amor e carinho aos nossos patudos vítimas da sociedade!! Quem quiser colaborar pode deixar seu depósito:

 

Caixa Econômica Federal

Agência 3865.

Operação 003.

Conta Corrente 248-4.

1

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • Tupy30
PUBLICIDADE
  • capitao hotel22


PUBLICIDADE
  • Tigre32